13 de julho de 2012

O que seriam dos lugares se não fossem as pessoas?

Mais um ciclo se encaminha para o fim.
Não um fim, do que se finda,
Um fim de reticências.

Algumas vidas devem ser como a minha, imagino.
Nunca marcada por fins,
Mas por começos e mais começos.

Os fins eu faço questão de aquecer,
cuidar, cultivar.
Sustento os fins sem findar
sustentando as pessoas em minha vida.

Agora pensando eu sinto.
Sou feliz mesmo quando estou triste. 
Sou feliz porque o universo sempre me presenteia
com pessoas que fazem de qualquer lugar um lugar para se viver bem.

O que seria daqui se não fossem as pessoas que me fizeram feliz,
me divertiram, surpreenderam, ajudaram, gostaram de mim
assim como eu sou?

Para essas pessoas não existe fim. 
Não existe ciclo.
Não existe adeus.
Existe saudade 
E meu eterno carinho e gratidão.

E de certa eu sei o que fazer.
Já passei por isso antes.
Eu vou levar vocês, todos,
Dentro do meu coração.

Nenhum comentário: